Mega Evento Senepol reforça expectativa de avanço da raça

Celebrando os 100 anos de história da raça no mundo e 18 no Brasil, a Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB Senepol) promoveu entre os dias 2 e 4 de setembro o 2º seminário internacional da raça, em Uberlândia, MG. O evento fez parte da agenda do II Mega Encontro Senepol, que teve início no dia 30 de agosto e segue programação até o dia 9 de setembro.

O Brasil tem o maior rebanho da raça no mundo, com 97.000 animais registrados. O objetivo da associação é que até o fim do ano esse número chegue a 100.000. “Esperávamos bater essa meta até a data do evento, mas, infelizmente, não foi possível, informa o superintendente técnico da ABCB Senepol, Celso Menezes.

A principal novidade do seminário foi o lançamento do Programa de Certificação da Carne Senepol, chamado de Senepol Quality Assurance (SQA), que comprova a qualidade da carne de animais da raça. “Desenvolvemos esse nome visando o mercado externo, que será o alvo do programa em médio prazo “, explica o presidente, Pedro Crosara. “Trata-se da realização de um sonho e um grande passo da raça”, acrescenta.

Durante o evento foi assinado um acordo de cooperação-técnica com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que incluiu a inserção do Senepol na Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA). A partir de agora, o selo pode ser colocado nas embalagens de carne que serão vendidas no mercado.

Para se enquadrar no programa os animais abatidos devem ter no mínimo 50% de sangue Senepol e grau de acabamento entre 4 e 10 milímetros de gordura. Os machos devem ter até dois dentes permanentes e as fêmeas até quatro. O protocolo foi desenvolvido por Roberto Barcellos, da Beef and Veal Consultoria.

Além dos ganhos diretos, Pedro Crosara destaca que o programa possibilitará que a associação consiga mensurar o rebanho meio sangue da raça. “Todas as informações de animais abatidos dentro esse sistema serão enviadas à ABCB Senepol, o que nos dará a oportunidade de mensurar a influência da genética dos nossos touros no rebanho comercial, acompanhando o processo de produção do pasto ao prato ”, prevê.

Além do SQA, o seminário também foi marcado pelo lançamento do Sumário de Touros 2018 em parceria com a Embrapa Gado de Corte, que contém a informação genética de reprodutores ranqueados para diversas características, com pelo menos 40% de acurácia. A novidade deste ano são as informações genômicas dos animais relacionadas ao gene lick e à dupla musculatura, que correspondem a termotolerância e a maior massa muscular, respectivamente.

A raça já tem entre 3.500 e 4.000 animais genotipados, entre touros fundadores e exemplares que participaram de provas de desempenho. “Com mais informações conseguiremos avaliar novas características e ajudar o produtor a desempenhar melhor a sua seleção, multiplicando alelos favoráveis e eliminando deletérios”, destaca José Fernando Garcia, da Agroparthners Consulting, que atua como conselheiro na área de genômica da associação.

Por: Elcirlan Souza
Fonte: Portal DBO